Filiado à:

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Ladrilhos Hidráulicos, Produtos de Cimento, Fibrocimento e Artefatos de Cimento Armado de Curitiba e Região

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Ladrilhos Hidráulicos, Produtos de Cimento, Fibrocimento e Artefatos de Cimento Armado de Curitiba e Região

Aposentados ocupam a Paulista por direitos e contra a Reforma da Previdência

Cerca de 2 mil aposentados ocupam hoje (30) uma das principais avenidas de São Paulo, a partir das 9 horas. É o Carnaval de Protesto 2018, que entra na Paulista exibindo um desfile-denúncia contra a reforma da Previdência.

O Sindicato Nacional dos Aposentados, Pensionistas e Idosos (Sindnapi), organizador da manifestação, resolveu inovar na forma de protestar e montou uma verdadeira escola de samba para expor suas reivindicações à sociedade.

A concentração acontece na praça Osvaldo Cruz, próximo ao Shopping Paulista. Após o esquenta, a escola de samba "Unidos dos Aposentados" desfilará suas oito alas temáticas pela avenida, até o vão livre do Masp. Com 250 componentes cada, elas empunharão cartazes e bandeiras ao som do samba-enredo “Quem lutou a vida inteira, exige mais respeito”.

Segundo o presidente do Sindicato, Marcos Bulgarelli, o Carnaval de Protesto vai mostrar à sociedade “as dificuldades que a população idosa enfrenta”. Confira a organização das alas:

Comissão de frente – Formada por lideranças sindicais.

Ala dos direitos e reivindicações – Traz pleitos como recomposição do poder de compra, transparência nas contas da Previdência, isenção de IPTU para aposentados com baixa renda, entre outros.

Ala da Saúde – Cobra saúde pública gratuita e de qualidade, manutenção e ampliação da política de distribuição gratuita de remédios de uso contínuo.

Enterro da Previdência – Ala com dez caixões simbolizando o sistema previdenciário, com os responsáveis em aprovar a reforma nos termos propostos pelo governo.

Bateria – Composta por 50 ritmistas de escola de samba.

Ala custo de vida – Protesta contra os juros altos, a carestia, o aumento abusivo do gás, da energia elétrica, dos combustíveis e dos planos de saúde.

Ala da injustiça – Defende o direito à revisão do benefício (desaposentação) para quem aposentou, mas continua trabalhando e contribuindo.

Ala futuro aposentado – Formada por trabalhadores da ativa e jovens, que serão prejudicados com a reforma da Previdência.

Vídeo – Clique aqui e assista ao videoclipe com o samba-enredo.

Mais informações: www.sindicatodosaposentados.org.br

                       

Fonte: Agência Sindical, 30 de janeiro de 2018

Fonte: sintracimento.org.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × cinco =