Filiado à:

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Ladrilhos Hidráulicos, Produtos de Cimento, Fibrocimento e Artefatos de Cimento Armado de Curitiba e Região

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Ladrilhos Hidráulicos, Produtos de Cimento, Fibrocimento e Artefatos de Cimento Armado de Curitiba e Região

Odebrecht entra com pedido de recuperação judicial de R$ 98,5 bilhões

VACAS MAGRAS

Por 

O Grupo Odebrecht entrou nesta segunda-feira (17/6) com pedido de recuperação judicial na Justiça de São Paulo. A empreiteira afirma ter dívidas de R$ 98,5 bilhões, o que faz desse o maior pedido de recuperação da história do Brasil. 

Grupo afirma que crescimento de 2008 a 2015 fez dívida aumentar, e crise posterior impede o pagamento dos compromissos. Reprodução 

A empresa afirma que seus negócios cresceram de 2008 até 2015, quando a economia do país estava aquecida, passando de um faturamento de R$ 40 bi para R$ 132 bi anuais. Esse crescimento fez com que o grupo precisasse de financiamento. Assim, a dívida da empresa saltou de R$ 18 bilhões para R$ 110 bilhões.

A crise que veio após 2015 encareceu e dificultou o financiamento das atividades, afirma a empresa, e a alta do dólar levou a uma escalada da dívida em moeda internacional. 

A empresa também cita a operação "lava jato" como uma das razões para a crise. Porém, o Grupo Odebrecht não colocou na lista de dívidas os valores que concordou em pagar em acordos de leniência. Somente para o governo do Brasil são R$ 2,7 bilhões. 

"O envolvimento de integrantes do Grupo Odebrecht na Lava-Jato trouxe consequências graves, incluindo maior dificuldade de acesso a fontes de financiamento e conquista de novos projetos no Brasil e em diversos outros países. Ainda, uma série de contratos firmados para obras de infraestrutura no exterior foram suspensos ou rescindidos, valores foram bloqueados, pagamentos de valores vultosos devidos ao Grupo foram suspensos, e novas contratações foram temporariamente vedadas em alguns países", afirma.

Clique aqui para ler o pedido.

Fonte:sintracimento.org.br

 

 

 

 

 

 
 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × um =