Filiado à:

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Ladrilhos Hidráulicos, Produtos de Cimento, Fibrocimento e Artefatos de Cimento Armado de Curitiba e Região

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Ladrilhos Hidráulicos, Produtos de Cimento, Fibrocimento e Artefatos de Cimento Armado de Curitiba e Região

Bolsonaro congela Bolsa Família nos municípios de menor renda do Brasil

O governo Bolsonaro travou o Bolsa Família nas regiões mais carentes do País, impedindo que famílias consigam entrar no programa. De junho a outubro de 2019, uma a cada três cidades mais pobres do Brasil não teve auxílios liberados.
 
De acordo com reportagem do jornal Folha de S. Paulo desta segunda (10), dos 200 Municípios com a menor renda per capita do Brasil, apontados pelo IBGE em 2017, em todos houve recuo na cobertura de atendimento a novas famílias.
 
Com a alegação de falta de dinheiro, o governo agora controla a entrada de beneficiários no Bolsa Família. A fila de espera, que tinha sido extinta em 2017, voltou a acontecer e sem previsão de encerramento.
 
Com cerca de 1 milhão na fila de espera de resposta do Ministério da Cidadania para ingressar, o programa vive seu período mais longo de baixo índice de entrada de novos beneficiários, que atende famílias com filhos até 17 anos e que vivem em situação de extrema pobreza (com renda per capita de R$ 89,00 ao mês) ou pobreza (com renda entre R$ 89,01 e R$ 178,00 mensais).
 
Resultado de imagem para bolsa família
 
Agência Sindical
 
 
 
Fonte:sintracimento.org.br
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 5 =