Filiado à:

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Ladrilhos Hidráulicos, Produtos de Cimento, Fibrocimento e Artefatos de Cimento Armado de Curitiba e Região

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Ladrilhos Hidráulicos, Produtos de Cimento, Fibrocimento e Artefatos de Cimento Armado de Curitiba e Região

Bolsonaro afirma que auxílio de R$ 600 é “muito”

“Isso não é dinheiro do povo, isso é endividamento. Se o país endivida demais perde a sua credibilidade para o futuro”, afirmou.

“Isso não é dinheiro do povo, isso é endividamento. Se o país endivida demais perde a sua credibilidade para o futuro”, afirmou Jair Bolsonaro nesta quarta-feira (19) que sobre o auxílio emergencial de R$ 600. Segundo ele, R$ 600 é “muito”.

Bolsonaro admite prorrogar o auxílio, mas em um valor menor. Ele comentou ainda que o ministro da Economia, Paulo Guedes sugeriu R$ 200, mas que pode haver um “meio-termo”.

Segundo Bolsonaro, a prorrogação do auxílio emergencial foi discutida pela manhã com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Guedes também afirmou que “não há recurso” para pagar os R$ 600. Para mudar o valor do benefício, o governo precisa submeter um projeto de lei ou medida provisória ao Congresso. A prorrogação anterior, sem mudanças no valor de R$ 600 original, foi feita por decreto, sem aval do Legislativo.

Fonte: O Globo

Fonte:sintracimento.org.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete + 6 =