Filiado à:

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Ladrilhos Hidráulicos, Produtos de Cimento, Fibrocimento e Artefatos de Cimento Armado de Curitiba e Região

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Ladrilhos Hidráulicos, Produtos de Cimento, Fibrocimento e Artefatos de Cimento Armado de Curitiba e Região

Como proteger minha reputação ao sair do emprego?

Ilustração: Gracia Lam/The New York Times

                                    

Por The New York Times

Sou diretora fundadora de uma entidade sem fins lucrativos que trata de assuntos legais ligados ao governo local. Todos que fazem parte da minha pequena equipe são competentes, mas envolvidos com as forças políticas na região. Minha diretoria está repleta de autoridades eleitas e membros da comunidade. A influência política provoca muita disfunção e felizmente estou prestes a assumir outra posição numa área diferente.

A agência cresceu muito sob a minha direção, mas me preocupo com a possibilidade de meus colegas não a manterem funcionando sem contratempos e de algum modo eu ser acusada pelo mau desempenho. Há um checklist ou outro tipo de documento que eu possa preparar para proteger minha reputação? – LIZ

Esqueça! É grosseiro dizer isto, mas o objetivo é tranquilizá-la: todos nós temos a percepção de que nosso ambiente de trabalho desmoronará na nossa ausência. Isto raramente acontece. Portanto considere a possibilidade de a organização seguir mais ou menos sem direção, mas feliz sem você.

Falando sério, o melhor é você se preocupar menos com a sua reputação do que com a organização. Certifique-se de fornecer às pessoas as informações e a orientação que acha que elas necessitam – e responda ao que elas acreditam que precisam. Em resumo, deixe a agência “em uma boa posição para seguir sua nova trajetória”, diz Rebecca Zucker, sócia na empresa de desenvolvimento de liderança Next Step Partners.

Mesmo que venham a arruinar o trabalho feito, é hora de seguir em frente. “Não há meios de se proteger quando você deixa uma empresa”, afirma Camille Fournier, autora do livro The Manager’s Path e diretora da companhia de investimentos Two Sigma. “Aceite isto como uma verdade, mesmo quando organizar magistralmente sua transição.”

Diante da sua exposição ao mundo político, você sabe que é rotineiro atribuir coisas erradas a qualquer pessoa que não esteja perto para se defender. E sabe também que essa atitude dificilmente é definitiva.

“Se sair de uma empresa em bons termos com a equipe de liderança, com pessoas que a respeitam e gostam de trabalhar com você, sua reputação continua inatacável”, diz Camille Fournier.

É hora de deixar de se preocupar com o que poderá ocorrer quando deixar a organização. Concentre-se nas coisas sobre as quais tem controle do que pode ocorrer e no que poderá fazer em favor da sua reputação.

                 

Fonte: Estadão, 15 de fevereiro de 2018

 

Fonte: sintracimento.org.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × um =