Filiado à:

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Ladrilhos Hidráulicos, Produtos de Cimento, Fibrocimento e Artefatos de Cimento Armado de Curitiba e Região

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Ladrilhos Hidráulicos, Produtos de Cimento, Fibrocimento e Artefatos de Cimento Armado de Curitiba e Região

Sem Lula, Haddad vai a 14%; Bolsonaro tem 20% mas rejeição chega a 62%

A exatamente um mês das eleiçõe,s nova pequisa XP/Ipespe, realizada enre 3 e 5 de setembro, mostra o ex-prefeito Fernando Haddad (PT) com 14% das intenções de votos quando identificado como o candidato apoiado por Lula. Jair Bolsonaro (PSL) assume a dianteira com 20%, Ciro Gomes (PDT) vem em seguida com 10%, e Marina Silva (Rede) e Geraldo Alckmin (PSDB) empatam com 8%. A rejeição a Bolsonaro, medida pelo levantamento, chega a 62%, um recorde. 

Ricardo Stuckert/Instituto Lula

 

Realizada antes do ataque ao candidato do PSL e cinco dias após o início da propaganda eleitoral, a pesquisa ouviu 2.000 entrevistados e tem margem de erro de 2,2 pontos percentuais.



Quando o levantamento pergunta sobre um cenário em que o ex-presidente Lula (PT) figura na disputa, ele mantém a liderança, com com 33% das intenções de voto, contra 22% de Bolsonaro, 8% de Ciro, 7% de Alckmin e 6% de Marina.



A pesquisa também perguntou aos entrevistados sobre os candidatos em que não votariam sob nenhuma hipótese. Bolsonaro e Marina figuram em primeiro lugar na rejeição, com 62%. Lula possui 61%, Alckmin e Ciro 59% e Haddad 57%.



Quatro a cada cinco eleitores, 79% do total, disseram ter sido impactados pela propaganda na televisão, no qual Alckmin possui 40% do tempo.



Confira abaixo a pesquisa completa:





 

 

 Do Portal Vermelho, 10 de setembro de 2018.

 

Fonte: sintracimento.org.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 5 =