Filiado à:

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Ladrilhos Hidráulicos, Produtos de Cimento, Fibrocimento e Artefatos de Cimento Armado de Curitiba e Região

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Ladrilhos Hidráulicos, Produtos de Cimento, Fibrocimento e Artefatos de Cimento Armado de Curitiba e Região

Em novo recorde, dólar fecha a R$ 4,58

Mercado reagiu à expectativa de novo corte de juros e a ‘pibinho”

 

Dólar bateu novo recorde

O dólar comercial encerrou a sessão de com alta de 1,5% nesta quarta-feira (4), cotado a R$ 4,581 na venda. Trata-se de mais um recorde.

O mercado reagiu à expectativa de novos cortes na Selic, taxa básica de juros da economia. O Banco Central distribuiu nesta terça (3) um comunicado em que se dizia atento ao avanço do coronavírus e que poderia rever a projeção de manutenção da Selic nos atuais 4,25% ao ano.

O Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano) anunciou um corte de juros na terça e diversos países estão reagindo da mesma forma ao temor de que o coronavírus leve a economia global a uma recessão.

Os investidores reagiram ainda à divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) de 2019, que cresceu 1,1% segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado mostrou a fragilidade da economia e, ainda, retração de 3,3% no último trimestre do ano passado.

Vermelho

Fonte:sintracimento.org.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 + dezessete =