Filiado à:

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Ladrilhos Hidráulicos, Produtos de Cimento, Fibrocimento e Artefatos de Cimento Armado de Curitiba e Região

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Ladrilhos Hidráulicos, Produtos de Cimento, Fibrocimento e Artefatos de Cimento Armado de Curitiba e Região

Guedes prepara ‘nova CPMF’ que poderá fazer contribuinte sentir saudades da ‘velha’

Acossado pela sanha eleitoreira de Bolsonaro – e sua respectiva disposição para ‘gastar’ com agendas populistas – o ministro da Economia, Paulo Guedes prepara um imposto sobre transações digitais que pode fazer o brasileiro sentir saudades da ‘velha CPMF’

Paulo Guedes

 

Paulo Guedes (Foto: REUTERS/Adriano Machado)

 

247 – Com o velho discurso diversionista, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta sexta-feira, 28, que “não vai aumentar impostos” e defendeu um imposto sobre “base ampla, nos moldes da CPMF”, que serviria para “desonerar outros setores”.

A reportagem do portal Ig destaca a fala de Guedes: “essa ideia de queremos criar um  imposto novo, para aumentar imposto, para fazer populismo, está totalmente equivocada. É fake news mesmo, é guerra política, é um equívoco, um erro. Só se fala em um imposto de base ampla para desonerar, para tirar o mais cruel de todos os impostos, que é o imposto sobre folha de pagamento.”

Segundo Guedes, um  imposto que onere amplamente a economia serviria para reduzir, além da folha de pagamento, até outros sete impostos: “quando se fala num imposto de base ampla, de transações digitais, tem que se entender o seguinte: se um imposto desse surgir é basicamente para desonerar a folha e outros impostos. Se for para tirar 3,4,5,6,7 impostos e inclusive reduzir tributo sobre salário é disso que estamos falando, não é nunca de aumento de imposto.”

Brasil 247

Fonte:sintracimento.org.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + 18 =